quinta-feira, 8 de março de 2012

Como se faz um artigo

Modelo de Artigo de periódico
baseado na NBR 6022 , 2003.
Nome do (s) autor (s).
Palavras que
representam o
conteúdo do texto.
Breve currículo do (s)
autor (s), em notas de
rodapé.
Título do artigo,
centralizado.
1 INTRODUÇÃO
As orientações aqui apresentadas são baseadas na norma
da ABNT para apresentação de artigos científicos impressos: a
NBR 6022, 2003. Essa norma apresenta os elementos que
constituem um artigo cientifico. Todavia ao submeter um artigo
científico à aprovação de uma revista, o autor deve seguir as
normas editoriais adotadas pela revista. (FRANÇA et al., 2003, p.
59).
Além da NBR 6022, ao preparar um artigo científico
deve-se consultar as normas abaixo relacionadas:
AUTOR TÍTULO DATA
ABNT NBR6023: Elaboração de referências 2002
ABNT NBR6024: numeração progressiva das
seções de um documento
2003
ABNT NBR6028: resumos 2003
ABNT NBR10520: informação e documentação:
citação em documento
2002
IBGE Normas de apresentação tabular. 3. ed. 1993
Quadro1: Normas usadas na elaboração de um artigo científico
Fonte: ABNT. NBR 6022 (2003, p. 1).
“Artigo científico é parte de uma publicação com
autoria declarada, que apresenta e discute idéias, métodos, técnicas,
processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento.”
(ABNT. NBR 6022, 2003, p. 2)
Para Lakatos e Marconi (1991) os artigos científicos têm as
seguintes características:
a) não se constituem em matéria de um livro;
b)são publicados em revistas ou periódicos
especializados;
c)permitem ao leitor, por serem completos, repetir a
experiência.
Ao submeter um
artigo à uma
revista, seguir as
normas editoriais
da mesma.
Citação direta ,
com até três
linhas deve vir
inserida no texto
entre aspas .
O quadro, deve ter
uma numeração
seqüencial. O título e
a fonte devem vir na
parte inferior.
2 O artigo científico pode ser:
a) Original ou divulgação: apresenta temas ou abordagens
originais e podem ser: relatos de caso, comunicação ou
notas prévias.
b) Revisão: os artigos de revisão analisam e discutem
trabalhos já publicados, revisões bibliográficas etc.
3 Estrutura
O artigo científico tem a mesma estrutura dos demais
trabalhos científicos:
3.1 Pré-textual
3.2 Textual
3.3 Pós-textual
3.1 Elementos pré-textuais
a) o título e subtítulo (se houver) devem figurar na
página de abertura do artigo, na língua do texto;
b) a autoria: Nome completo do(s) autor(es) na
forma direta, acompanhados de um breve
currículo que o (s) qualifique na área do artigo;
c) o currículo: incluindo endereço (e-mail) para
contato, deve aparecer em nota de rodapé;
d) resumo na língua do texto: O resumo deve
apresentar de forma concisa, os objetivos, a
metodologia e os resultados alcançados, não
ultrapassando 250 palavras. Não deve conter
citações “Deve ser constituído de uma seqüência
de frases concisas e não de uma simples
enumeração de tópicos. Deve-se usar o verbona
voz ativa e na terceira pessoa do singular” ativa”.
(ABNT. NBR-6028, 2003, p. 2);
Os elementos
pré-textuais devem
figurar na primeira
folha do artigo.
e) palavras-chave na língua do texto: elemento
obrigatório, devem figurar abaixo do resumo,
antecedidas da expressão: Palavras-chave1
separadas entre si por ponto, conforme a NBR
6028, 2003, p. 2.
3.2 Elementos textuais
3.2.1 Introdução
Na introdução deve-se expor a finalidade e os objetivos
do trabalho de modo que o leitor tenha uma visão geral do tema
abordado. De modo geral, a introdução deve apresentar:
a)”o assunto objeto de estudo;
b) o ponto de vista sob o qual o assunto foi abordado;
c) trabalhos anteriores que abordam o mesmo tema;
d) as justificativas que levaram a escolha do tema, o
problema de pesquisa, a hipótese de estudo, o objetivo
pretendido, o método proposto, a razão de escolha do
método e principais resultados.” (GUSMÃO; MIRANDA
1997 apud RELATÓRIO... [2003]).
3.2.2 Desenvolvimento
Parte principal e mais extensa do trabalho, deve
apresentar a fundamentação teórica , a metodologia, os resultados e
a discussão. Divide-se em seções e subseções conforme a NBR
6024, 2003.
3.2.3 Conclusões:
a) as conclusões devem responder às questões da pesquisa,
correspondentes aos objetivos e hipóteses;
b) devem ser breve podendo apresentar recomendações e
sugestões para trabalhos futuros;
1 SSããoo ppaallaavvrraass oouu tteerrmooss rreettiirraaddooss ddoo tteexxttoo ppaarraa rreepprreesseennttaarr oo ss eeuu
ccoonntteeúúddoo..
Citação de citação
c) para artigos de revisão deve-se excluir material, método e
resultados.
3.3 Elementos Pós-Textuais
a) título e subtítulo (se houver) em língua estrangeira;
b) resumo em língua estrangeira: versão do resumo na
língua do texto;
c) palavras-chave em língua estrangeira: versão das
palavras-chave na língua do texto para a mesma língua
do resumo em língua estrangeira;
d) notas explicativas: a numeração das notas é feita em
algarismos arábicos, devendo ser única e consecutiva
para cada artigo. Não se inicia a numeração em cada
página;
e) referências: Elemento obrigatório, constitui uma lista
ordenada dos documentos efetivamente citados no texto.
(NBR 6023, 2000);
f) glossário: elemento opcional elaborado em ordem
alfabética;
g) apêndices: Elemento opcional. “Texto ou documento
elaborado pelo autor a fim de complementar o texto
principal.” (NBR 14724, 2002, p. 2);
h) anexos: Elemento opcional, “texto ou documento não
elaborado pelo autor, que serve de fundamentação,
comprovação e ilustração.” (NBR 14724, 2002, p. 2);
i) agradecimentos e a data de entrega dos originais para
publicação.
4 Ilustrações
As ilustrações (quadros, figuras, fotos etc), devem ter uma
numeração seqüencial.
As referências devem
ser alinhadas somente
à margem esquerda.
São identificados por
letras maiúsculas
consecutivas..
Ex: APÊNDICE A –
ANEXO A -
Sua identificação aparece na parte inferior,
precedida da palavra designativa, seguida de seu
número de ordem de ocorrência do texto, em
algarismos arábicos, do respectivo título, a
ilustração deve figurar o mais próximo possível
do texto a que se refere. (ABNT. NBR 6022,
2003, p. 5).
5 Tabelas
Conforme o IBGE (1993) as tabelas devem ter um número em
algarismo arábico, seqüencial, inscritos na parte superior, a
esquerda da página, precedida da palavra Tabela.
Exemplo: Tabela 5 ou Tabela 3.5
5.1Título: devem conter um título por extenso, inscrito no topo da
tabela, para indicar a natureza e abrangência do seu conteúdo
5.2 Fonte: a fonte deve ser colocada imediatamente abaixo da
tabela em letra maiúscula/minúscula para indicar a autoridade dos
dados e/ou informações da tabela, precedida da palavra Fonte.
6 Indicativo de seção: O Indicativo Numérico da seção precede o
título [da seção] alinhado à esquerda.
“Não se utilizam ponto, hífen, travessão ou qualquer outro sinal
após o indicativo da seção ou de seu título.” (NBR 6024, 2003, p.
2).
7 Fonte2: Conforme a NBR 14724, 2002, deve-se usar a fonte 12
para o texto e para as referências. Para as citações longas, notas de
rodapé, paginação, legendas das ilustrações e tabelas, usar tamanho
menor.
2 A NBR 6022, 2003 não orienta quanto a apresentação gráfica dos artigos de
periódicos.
Citação direta com mais de
três linhas, deve ter
destaque de 4 cm do
parágrafo. A fonte deve ser
menor do que o texto. O
espacejamento entre linhas
deve ser simples. NBR
14724, 2003).
Para construir
uma tabela
consulte a
norma para
apresentação
tabular do
IBGE, 1993.
A numeração
progressiva [das
seções] deve ser
apresentada
conforme a NBR
6024, 2003.
REFERÊNCIAS
ABNT. NBR 6022: informação e documentação: artigo em
publicação periódica científica impressa: apresentação. Rio de
Janeiro, 2003. 5 p.
ABNT. NBR6023: informação e documentação: elaboração:
referências. Rio de Janeiro, 2002. 24 p.
ABNT. NBR6024: Informação e documentação: numeração
progressiva das seções de um documento. Rio de Janeiro, 2003. 3
p.
ABNT. NBR6028: resumos. Rio de Janeiro, 2003. 2 p.
ABNT. NBR10520: informação e documentação: citação em
documentos. Rio de Janeiro, 2002. 7 p.
ABNT. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos
acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, 2002. 6 p.
FRANÇA, Júnia Lessa et al. Manual para normalização de
publicações tecnico-cientificas. 6. ed. rev. e ampl. Belo
Horizonte: UFMG, 2003. 230 p.
IBGE. Normas de apresentação tabular. 3. ed. 1993.
LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade.
Fundamentos de metodologia cientifica. 3. ed. rev. e ampl. São
Paulo: Atlas, 1991. 270 p.
RELATÓRIO final de projetos de pesquisa: modelo de
apresentação de artigo científico. Disponível em:
<http://www.cav.udesc.br/anexoI.doc.>. Acesso em: 03 dez. 2003.

Nenhum comentário:

Postar um comentário